Fortaleza, Quinta-feira, 13 Agosto 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Mesquita critica mensagem que autoriza usar recursos de depósitos judiciais - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 23 Outubro 2015 13:24

Mesquita critica mensagem que autoriza usar recursos de depósitos judiciais

Avalie este item
(0 votos)
Dep. Roberto Mesquita (PV) Dep. Roberto Mesquita (PV) Foto: Máximo Moura
O deputado Roberto Mesquita (PV) fez pronunciamento, nesta sexta-feira (23/10), no segundo expediente da sessão plenária, para criticar a mensagem  7896/15, do Governo do Estado, que tramita em regime de urgência e prevê que o Executivo poderá utilizar até 70% dos recursos provenientes de depósitos feitos em juízo, por conta de ações judiciais.

O parlamentar explicou que medida semelhante está sendo adotada pelo Governo Federal, que apresentou um orçamento com déficit nas contas públicas. Segundo ele, o Executivo federal está sendo muito transparente ao demonstrar, através da proposta de orçamento, um déficit fiscal de aproximadamente R$ 50 bilhões. “E uma das alternativas apontadas pelo Governo é utilizar recursos que estão recolhidos em juízo pela justiça”, pontuou.

Com essa alternativa proposta na mensagem estadual, de acordo com o deputado, o Governo do Estado está também querendo repetir a medida adotada pelo Governo Federal. “A proposição permite ao Executivo estadual também fazer uso dos recursos depositados em juízo. A Justiça estará virando corretor de recursos para o Estado. Daqui a pouco chegará aqui na Assembleia uma lei dando comissão a juiz que bloquear mais”, comentou.

Para Mesquita, essa matéria merece uma discussão mais aprofundada, sob pena de acontecerem irregularidades. O parlamentar frisou ainda que o Estado quer também obter recursos referentes a questões entre particulares, quando envolver depósitos em juízo. “Se houver uma decisão judicial, o Estado terá prazo de dez dias para fazer o desembolso do que foi retido”.

De acordo com a mensagem, os recursos serão aplicados na recomposição do Fundo Atuarial da Previdência e no pagamento de despesa de capital, segundo disse o deputado. “Esse dinheiro não é do Governo. Ele não pode meter a mão”, avaliou. Mesquita disse que a mensagem já está tramitando em regime de urgência e poderá ser aprovada na próxima semana.

Roberto Mesquita também esclareceu o seu voto contrário à mensagem de empréstimo de US$ 123 milhões, aprovada ontem pela Assembleia Legislativa. Segundo ele, a contratação desses recursos não deveria acontecer neste momento “em que o País atravessa uma crise”. Ele observou ainda que o Governo enfrenta dificuldades de custeio, por conta de investimentos realizados na gestão anterior.

Em aparte, o deputado Ely Aguiar (PSDC) disse que a mensagem “é no mínimo imoral”. Segundo ele, a OAB de Minas Gerais já entrou com Ação Direta de Inconstitucionalidade contra mensagem semelhante que foi apresentada no estado mineiro. Ele disse que a Justiça tem de dar celeridade aos processos, para que os depósitos sejam entregue aos seus legítimos donos. “É possível que depois o Governo peça que determinados processos não andem, porque não haverá caixa para pagar o dinheiro que foi apropriado pelo Executivo”, previu.

O deputado Agenor Neto (PMDB) disse que o PT foi contrário à criação do Fecop e “hoje estamos vendo que há recursos que não estão sendo utilizados. Dizia-se que o Governo era dono das melhores contas públicas, mas hoje vemos que a realidade é bem diferente. Essa mensagem, além de ilegal, é imoral”, acentuou.
JS/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 601 vezes Última modificação em Sexta, 23 Outubro 2015 13:56

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

As condições para garantir a atuação da mulher na política são satisfatórias?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500