Fortaleza, Quinta-feira, 16 Julho 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Fernanda Pessoa lamenta Maracanaú como a cidade mais violenta do Brasil - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 06 Agosto 2019 12:46

Fernanda Pessoa lamenta Maracanaú como a cidade mais violenta do Brasil

Avalie este item
(0 votos)
Deputada Fernanda Pessoa Deputada Fernanda Pessoa Foto: Edson Júnior Pio
A deputada Fernanda Pessoa (PSDB) lamentou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta terça-feira (06/08), que o município de Maracanaú figure como o mais violento do Brasil, de acordo com o “Atlas da Violência 2019”, pesquisa divulgada pelo Instituto de Pesquisa Aplicada (Ipea).

Segundo a pesquisa, que analisa dados entre 2015 e 2017, a cidade cearense teve 328 assassinatos, com uma taxa de homicídios de 145,7 assassinatos para cada 100 mil habitantes em 2017.

Fernanda Pessoa salientou que, mesmo sendo oposição ao Governo do Estado, não gostaria de subir à tribuna para falar que cidades do Ceará estão entre as mais violentas do Brasil. “É com tristeza que venho aqui para tratar desses dados divulgados. Nosso Estado tem três municípios entre os 20 mais violentos do Brasil: Maracanaú, Caucaia e Fortaleza. A nossa Capital é a mais violenta do País”, afirmou.

A deputada ressaltou que quem estava no governo no período da pesquisa (2017) já era o governador Camilo Santana. “Isso só mostra como o projeto desse Governo não está surtindo efeitos”, criticou. Fernanda Pessoa disse também que gostaria de falar da segurança pública de Maracanaú com índices similares aos do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) municipal, que é um dos melhores do Estado.

A parlamentar lembrou a retirada do município de Maracanaú do programa de segurança pública que seria instituído pelo Governo Federal no município e outras cidades do País. “O Governo do Estado não teve menor empenho para que esse projeto fosse implementado em nossa cidade, diferente do município pernambucano que ficou com nossa vaga no programa”, afirmou.

Fernanda Pessoa observou que diferente do que a base governista fala na Assembleia, o Governo Federal está disposto a ajudar o Ceará a enfrentar os problemas de segurança. “Em janeiro, para manter a segurança do Estado durante os ataques criminosos, o ministro Sérgio Moro enviou tropas para reforçar a segurança”, lembrou.

A deputada informou ainda que a prefeitura de Maracanaú lançou nota informando que continuará se empenhando para que o município se desenvolva em diversas áreas, inclusive na segurança.

O deputado Vitor Valim (Pros), em aparte, disse que já em 2016, com número acentuado de crimes, o secretário de segurança negava a existência de facções criminosas e hoje o Estado figura como um dos mais violentos do País. “O secretário de Segurança Pública, André Costa, tem apenas marketing. Que se coloque um secretário que faça um trabalho como Mauro Albuquerque na secretaria da Administração Penitenciária”, criticou.

O deputado Delegado Cavalcante (PSL) lamenta que o município de Maracanaú tenha perdido a oportunidade de participar do programa de segurança do Governo Federal e diz que os dados retratam a realidade e não são maquiados para passar a impressão de segurança no Ceará.

O deputado Carlos Felipe (PCdoB) ressalta que os dados da pesquisa estão defasados, pois são de 2017, e acredita que atualmente tanto Maracanaú quanto Fortaleza não figuram mais entre as cidades mais violentas do Brasil, “graças aos investimentos em segurança”.

O deputado Sérgio Aguiar (PDT) observou que a pesquisa é importante, pois mostra uma realidade que precisa ser mudada, porém, o Governo do Ceará tem trabalhado ao longo dos anos para a redução dos crimes e que isso já está acontecendo.
GS/LF
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 373 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) completa, em 13 de julho de 2020, 30 anos de criação. A lei cumpre o objetivo para o qual foi criada?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500