Imprimir esta página
Domingo, 01 Março 2020 12:37

Renato Roseno apresenta propostas para crise na segurança

Avalie este item
(0 votos)
Renato Roseno apresenta propostas para crise na segurança foto : Júnior Pio
O deputado Renato Roseno (Psol), no primeiro expediente da sessão extraordinária deste domingo (01/03) da Assembleia Legislativa, destacou a urgência da necessidade de uma resolução da crise na segurança pública do estado do Ceará com a paralisação de parte dos policiais militares.

O parlamentar disse que também concorda com a necessidade da urgência para a resolução da crise, mas queria dar a contribuição dele para a comissão formada pelos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário para que se chegue a um bom termo e ao fim do problema. “Mas é importante olhar para o passado, para que, no futuro, esse presente não se repita. Para isso, é necessário ter um olhar a médio e a longo prazo”, afirmou.

Renato Roseno informou que, apesar de ser um parlamentar de oposição, tem se pautado em três verbos: cobrar, reivindicar e propor. E, por isso, queria propor algumas ações, inclusive propostas que já haviam sido pautadas na década de 1990, quando era assessor do ex-deputado João Alfredo, e que não chegaram a ser concretizadas.

O deputado lembrou que o Governo tem um plano chamado Ceará Pacífico, com várias ações na área de segurança, mas ele queria apresentar agenda propositiva, como a reforma do Conselho de Segurança Pública, pois, segundo ele, o Ceará tem um Fórum de Segurança que nunca foi recebido pelas autoridades do Estado. Outra proposta é fortalecer os instrumentos correcionais, inclusive a Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos de Segurança Pública (CGD); cuidar do trabalho dos profissionais de segurança; aumentar a formação profissional e fortalecer os programas de prevenção.

O deputado disse que, neste momento, é um erro do presidente da República, Jair Bolsonaro, falar em excludente de ilicitude e que, mesmo sendo da bancada minoritária, vai propor à bancada majoritária da Assembleia Legislativa uma agenda positiva, para que não aconteça no Ceará o que aconteceu no estado do Rio de Janeiro. “Fortaleza tem um bairro com o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) igual ao da Noruega e outro com o IDH da Namíbia. “Nossa agenda não pode ser reativa, mas uma agenda propositiva, humana e humanizada”, declarou.

WR/LF
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 475 vezes

Mais recentes de Fotografia

Itens relacionados (por tag)