Fortaleza, Sábado, 26 Setembro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Leonardo Pinheiro rebate ataque a fornecedor de quentinhas para presídios - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 30 Julho 2020 12:23

Leonardo Pinheiro rebate ataque a fornecedor de quentinhas para presídios

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Leonardo Pinheiro Deputado Leonardo Pinheiro Foto: Edson Júnio Pio
O deputado Leonardo Pinheiro (PP) citou, no primeiro expediente da 26º sessão ordinária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (30/07), realizada de forma remota e presencial, a reportagem do blog The Intercept. A matéria destaca a empresa ISM Gomes de Mattos, principal fornecedora de quentinhas para presídios do Governo do Ceará, atendendo 14 penitenciárias do Estado.

“Não tenho procuração para defender a empresa e nem a presidente, Idalina Sampaio, mas conheço o zelo e cuidado dessa instituição”, assinalou, ao apontar que matéria contém diversas inverdades.

Leonardo Pinheiro explicou que a denúncia aponta como irregularidade a duplicação de contratos. “Todas as providencias cabíveis jurídicas estão sendo tomadas e existem provas que contrapõem todas as afirmações feitas na matéria”, disse.

O deputado salientou que um dos pontos citados é o contrato 85/19, da ordem de R$ 28milhões, firmado de dezembro de 2019 a junho de 2020, para atender a demanda de mais ou menos 13 mil presos. Segundo o parlamentar, a reportagem afirma que foi pago o valor cheio, porém, antes do final do contrato, apenas nove mil presidiários estavam sendo mantidos nas instituições prisionais. “A repórter diz que foi pago o valor de R$ 28 milhões para a empresa, mas, basta consultar o Portal da Transparência que podemos ver que a ISM só recebeu R$ 14 milhões por esse contrato. Nem o cuidado de pesquisar, a jornalista teve”, lamentou.

Leonardo Pinheiro frisou ainda que todos os contratos firmados pela empresa foram por meio de processos licitatórios rígidos, lícitos e legais, sem qualquer mácula em contratações. “A empresa só recebe o que é devido”, explicou.

O deputado reiterou que a empresa é séria, cumpre todos os contratos, normas e exigências sanitárias. “Uma empresa com DNA cearense que não merece os ataques que sofreu”, afirmou.
GM/AT
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 110 vezes Última modificação em Quinta, 30 Julho 2020 12:28

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

As mudanças de hábito promovidas pela pandemia da Covid-19 serão incorporadas pela sociedade?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500