Fortaleza, Quarta-feira, 25 Novembro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Secretário da Saúde explica na AL plano de contingência para combate ao Covid-19 - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Terça, 17 Março 2020 14:21

Secretário da Saúde explica na AL plano de contingência para combate ao Covid-19

Avalie este item
(0 votos)
Secretário da Saúde explica na AL plano de contingência para combate ao Covid-19 foto : Júnior Pio
O secretário da Saúde do Estado, Dr. Cabeto, apresentou, durante o segundo expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta terça-feira (17/03), as ações de prevenção à propagação do novo coronavírus (Covid-19) e as recentes medidas adotadas pelo Governo do Estado na contenção da pandemia e atendimento aos enfermos.

O secretário informou que o Estado tem desenvolvido um plano de contingência pautado em formas de reconhecimento da população suspeita e de cuidados com os ambientes públicos e domiciliares.

“Nós não estamos vivendo uma epidemia comum, como temos em todos os anos, com aumento de casos de dengue, influenza ou H1N1. Trata-se de uma epidemia com um vírus diferente, com um poder de contaminação maior que outros coronavírus”, apontou o secretário.

Segundo ele, é uma epidemia com chance de contaminação alta, podendo gerar um grande risco à população e ao sistema de saúde. “Precisamos saber fazer a estratificação do risco da doença, para não sobrecarregarmos o sistema, estabelecendo ameaças adicionais ao uso das unidades de saúde”, salientou Dr. Cabeto.

Dentre as ações anunciadas pelo Governo do Estado, o titular da Saúde enfatizou medidas mais radicais, como a suspensão de aulas em escolas e universidades públicas pelos próximos 15 dias, assim como de eventos públicos com a presença de mais de 100 pessoas.

O decreto do Governo também autoriza servidores públicos com idade superior a 60 anos a trabalharem de casa, quando possível; assim como cancela todas as viagens de servidores públicos estaduais; determina a higienização especial de transportes públicos, entre outras iniciativas.

Ainda de acordo com o secretário da Saúde, estão sendo feitos ajustes na rede hospitalar do Estado com todos os parceiros de unidades públicas e privadas.“Essas unidades têm a obrigação, como prestadoras de serviços, de se adequarem e utilizarem os critérios necessários de atendimento”, reforçou Dr. Cabeto.

“Estamos estruturando a rede hospitalar para atender aos pacientes que apontem um quadro mais crítico, adequando o perfil hospitalar e aumentando o número de leitos de UTI, como está sendo nos hospitais regionais e a unidade Leonardo da Vinci, que nesta sexta-feira já estará pronta”, anunciou. No caso dos hospitais regionais, o Estado duplicou os espaços de UTI e adquiriu 120 respiradores extras, com previsão de mais 600 durante os próximos meses, para que o atendimento à sociedade não seja prejudicado, adiantou.

Ele complementou que estão sendo feitos treinamentos com os profissionais da rede para capacitá-los sobre a melhor forma de atendimento e isolamento dos pacientes.

O secretário ressaltou que ainda não há transmissão comunitária do vírus no Estado e que o site da Secretaria de Saúde está sendo atualizado diariamente. “Os nove casos confirmados e divulgados são de pessoas acima de 60 anos, que se encontram em situação estável, em tratamento domiciliar. Estamos aprimorando o diagnóstico, mapeando os casos e excluindo os contatos dessas pessoas, no intuito de desenvolver e trabalhar por zoneamento, sendo essa a forma mais eficaz de reduzir a propagação”, declarou.

Dr. Cabeto disse ainda que a tendência é que a maioria das pessoas que venha a contrair o vírus apresente sintomas comuns e evolua bem. E os 10% previstos para maiores complicações contarão com toda a rede de apoio para receber o atendimento adequado.        

Ele informou sobre reunião com a Associação dos Municípios do Estado do Ceará (Aprece) em que  foram abordadas orientações educacionais e de higiene, como uso do álcool em gel, limpeza de locais públicos, proibição de aglomerações, redução de cultos religiosos e o papel dos prefeitos na disseminação de informações.

O secretário acentuou, por fim, que outras medidas estão sendo adotadas para facilitar a aquisição de álcool em gel e outros equipamentos de proteção aos agentes públicos e que outras medidas serão adotadas com o evoluir da situação, notadamente aquelas com impacto na economia.

RG/LA/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 1065 vezes Última modificação em Sexta, 20 Março 2020 10:25

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Como combater os casos de violência e discriminação contra a população negra?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500