Fortaleza, Quinta-feira, 20 Setembro 2018

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 12 Junho 2017 11:38

Maioria dos internautas aguarda coleta seletiva domiciliar para reciclar lixo

Avalie este item
(0 votos)
Enquete realizada pelo Portal da Assembleia Legislativa entre os dias 5 e 12 de junho questionou se o internauta faz a separação do lixo produzido em casa. A maioria, 45.7%, não faz a separação dos resíduos e espera o Poder Público iniciar a coleta domiciliar do lixo reciclável. Outros 43.5% responderam que procuram levar o material reciclável para postos de coleta ou dar destino a esses resíduos.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento do Semiárido da AL, deputado Roberto Mesquita (PSD), avalia que o Poder Público, de maneira geral, ainda não oferece a estrutura adequada para a população fazer a correta separação e tampouco incentiva essa prática. “Precisamos, portanto, conclamar aqueles que ainda não assumiram essa responsabilidade ambiental - começando pela correta destinação do lixo - a também se integrarem à causa da mãe natureza”, defende.

Na avaliação do deputado, a questão preocupa cada vez mais a sociedade. "Estamos vendo que a cada dia a consciência ecológica vem crescendo e se enraizando na nossa sociedade. As pessoas estão percebendo que o meio ambiente equilibrado é fundamental para uma maior qualidade de vida”, comenta.

O deputado Ely Aguiar (PSDC) entende que a questão requer educação e orientação. “Precisa começar no lar e na escola, ensinando como se faz”, assinala. Todavia, segundo ele, se a família não tem essa conscientização, fica difícil de transmitir aos filhos a importância de separar o lixo. “Seria bom a orientação através da mídia, pois o lixo provoca muitas doenças; entretanto, se tratado devidamente, tem suas infinitas utilidades”, pondera.

De acordo com o deputado Heitor Férrer (PSB), o Ceará está muito atrasado em relação à coleta seletiva do lixo, e as prefeituras e o Estado deveriam fazer políticas de conscientização. “Isso é feito através da mídia e da verba que o governo tem de publicidade, orientando a população para que saiba como devem dividir e separar esse lixo. E é fundamental que o Poder Público faça também a coleta. Sem isso não vamos avançar”, avalia.

O superintendente operacional da Ecofor Ambiental, João Júlio de Holanda Sombra, destaca que, nos últimos anos, a Prefeitura de Fortaleza tem investido fortemente em campanhas de conscientização da população para o descarte correto dos resíduos sólidos. Segundo ele, atualmente, a empresa tem 26 Ecopontos em funcionamento na cidade.

“Nesses locais, é possível entregar vidro, metal, papel, plástico, óleo de cozinha e embalagens Tetra Park, em troca de bônus no Bilhete Único ou de descontos na conta de energia, por meio do programa Recicla Fortaleza”, informa. Para ele, no entanto,  é necessário contar com o apoio da população.

LS/AT

Lido 795 vezes Última modificação em Segunda, 19 Junho 2017 09:15

Portal do Servidor

Eleições 2018

Enquete

O que você acha da campanha Setembro Amarelo de prevenção ao suicídio?

Maioria dos internautas aguarda coleta seletiva domiciliar para reciclar lixo - QR Code Friendly


 

  29ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500