Fortaleza, Terça-feira, 17 Setembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 09 Mai 2019 10:42

Acrísio Sena é contra decreto que flexibiliza porte de armas

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Acrísio Sena Deputado Acrísio Sena Foto: Edson Júnior Pio
O deputado Acrísio Sena (PT) se manifestou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quinta-feira (09/05), contra o decreto que flexibiliza o porte de armas de fogo, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro ontem. De acordo com o parlamentar, a medida é um incentivo à violência.

Para o parlamentar, o que vai mudar os índices de violência do País não é a legalização do uso de armas de fogo, mas investimento em educação. “Mas estamos falando de um governo que corta recursos para a educação e libera armas de fogo, é um contra-senso”, disse.

Acrísio Sena afirmou ainda que com o decreto de Bolsonaro, 250 mil armas passam a circular livremente pelo País, disponíveis para comercialização, e que só quem se beneficia com a medida é a indústria armamentista. O deputado observou que as ações da Taurus, companhia brasileira voltada para o comércio de armas, cresceram 20% no mercado de ações desde ontem.

O deputado considerou, entretanto, que o Ceará caminha na direção oposta a esse debate sobre legalização do uso de armas, que considera “contaminado por preconceito e sectarismo”. O Estado, segundo ele, apreendeu 1.019 armas de fogo durante o primeiro bimestre de 2019, além de apresentar uma contínua redução dos índices de homicídios dolosos.

“O remédio contra a violência está na educação e o Ceará está conseguindo provar isso”, afirmou. O deputado elogiou a política de educação do governo Camilo Santana e comemorou os resultados.

“Além da redução dos índices de violência, temos 87 das 100 melhores escolas públicas do País em nosso estado, o Ceará aposta na valorização dos profissionais, e em manter o aluno na escola, por meio das escolas de tempo integral”, apontou.

Acrísio Sena ressaltou que os cortes nos recursos da Educação, que já começaram a acontecer, irão deixar as universidades e toda a pesquisa realizada inviáveis. Ele convidou a todos para a greve geral da educação, que acontecerá no dia 15 de maio. “Será o momento ideal para nos insurgirmos contra o desmonte da educação do Brasil”, disse.

Em aparte, o deputado Vítor Valim (Pros) disse que o problema da violência não está nas armas legalizadas, mas na falta de fiscalização nas fronteiras do País, por onde passam drogas e armas. “Quando focarmos no combate ao tráfico de drogas, teremos a redução da violência”, acrescentou. O parlamentar afirmou que não é a favor do porte de armas, “mas entende que cada cidadão deve ter direito a possuir a sua para se defender”.
PE/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 130 vezes

Portal do Servidor

Setembro Amarelo

Enquete

A proibição de canudos de plástico pode ajudar na preservação ambiental?

Acrísio Sena é contra decreto que flexibiliza porte de armas - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500