Fortaleza, Quarta-feira, 26 Fevereiro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Acrísio Sena é contra decreto que flexibiliza porte de armas - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Campanha Mãos
Campanha Mãos
Campanha Mãos
Quinta, 09 Mai 2019 10:42

Acrísio Sena é contra decreto que flexibiliza porte de armas

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Acrísio Sena Deputado Acrísio Sena Foto: Edson Júnior Pio
O deputado Acrísio Sena (PT) se manifestou, durante o primeiro expediente da sessão plenária desta quinta-feira (09/05), contra o decreto que flexibiliza o porte de armas de fogo, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro ontem. De acordo com o parlamentar, a medida é um incentivo à violência.

Para o parlamentar, o que vai mudar os índices de violência do País não é a legalização do uso de armas de fogo, mas investimento em educação. “Mas estamos falando de um governo que corta recursos para a educação e libera armas de fogo, é um contra-senso”, disse.

Acrísio Sena afirmou ainda que com o decreto de Bolsonaro, 250 mil armas passam a circular livremente pelo País, disponíveis para comercialização, e que só quem se beneficia com a medida é a indústria armamentista. O deputado observou que as ações da Taurus, companhia brasileira voltada para o comércio de armas, cresceram 20% no mercado de ações desde ontem.

O deputado considerou, entretanto, que o Ceará caminha na direção oposta a esse debate sobre legalização do uso de armas, que considera “contaminado por preconceito e sectarismo”. O Estado, segundo ele, apreendeu 1.019 armas de fogo durante o primeiro bimestre de 2019, além de apresentar uma contínua redução dos índices de homicídios dolosos.

“O remédio contra a violência está na educação e o Ceará está conseguindo provar isso”, afirmou. O deputado elogiou a política de educação do governo Camilo Santana e comemorou os resultados.

“Além da redução dos índices de violência, temos 87 das 100 melhores escolas públicas do País em nosso estado, o Ceará aposta na valorização dos profissionais, e em manter o aluno na escola, por meio das escolas de tempo integral”, apontou.

Acrísio Sena ressaltou que os cortes nos recursos da Educação, que já começaram a acontecer, irão deixar as universidades e toda a pesquisa realizada inviáveis. Ele convidou a todos para a greve geral da educação, que acontecerá no dia 15 de maio. “Será o momento ideal para nos insurgirmos contra o desmonte da educação do Brasil”, disse.

Em aparte, o deputado Vítor Valim (Pros) disse que o problema da violência não está nas armas legalizadas, mas na falta de fiscalização nas fronteiras do País, por onde passam drogas e armas. “Quando focarmos no combate ao tráfico de drogas, teremos a redução da violência”, acrescentou. O parlamentar afirmou que não é a favor do porte de armas, “mas entende que cada cidadão deve ter direito a possuir a sua para se defender”.
PE/AT

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 206 vezes

Plano de Cargos

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com proposta que altera lei dos royalties de petróleo, redistribuindo parte dos recursos do pré-sal conforme desempenho dos estados e municípios no Ideb?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500