Fortaleza, Quinta-feira, 12 Dezembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Augusta Brito relata atividades da Procuradoria da Mulher no Cariri - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 12 Setembro 2019 10:52

Augusta Brito relata atividades da Procuradoria da Mulher no Cariri

Avalie este item
(0 votos)
Deputada Augusta Brito Deputada Augusta Brito Foto: Edson Júnior Pio
A deputada Augusta Brito (PCdoB) relatou, no primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (12/09), as atividades realizadas pela Procuradoria Especial da Mulher no Cariri esta semana. Em visita aos municípios de Juazeiro do Norte e Crato, a Caravana de Combate à Violência Contra a Mulher promoveu encontros com alunos da rede estadual de ensino, dentre outras ações.

Segundo a parlamentar, a região do Cariri registra altos índices de violência contra a mulher, e a Procuradoria Especial da Casa se dirigiu ao local para fazer visitas técnicas a toda a rede de enfrentamento à violência contra a mulher, como delegacias, centros de referência, representantes do Ministério Público e Juizados Especializados.

“Tivemos a oportunidade de levar este debate para as escolas, pois é um assunto que tem que ser discutido nestes ambientes, com alunos do ensino fundamental e médio”, salientou Augusta Brito.

Ainda de acordo com ela, ao final das visitas realizadas pela Procuradoria, será elaborado um relatório, a partir dos dados coletados junto às redes de enfrentamento à violência no Estado, para enxergar as maiores dificuldades e buscar a otimização dos atendimentos.

A deputada lamentou que os números da violência contra a mulher estejam aumentando no País, segundo dados divulgados pelo 13° Anuário Brasileiro de Segurança Pública. “A publicação aponta que a cada dois minutos uma mulher é agredida no País, dentre tantos outros números que nos assustam, pois pensamos que são altos, mas, na realidade, são bem maiores porque muitas mulheres não têm coragem de registrar”, avaliou Augusta Brito.

Em aparte, o deputado Fernando Hugo (PP) considerou que o surto absurdo de casos de violência contra a mulher é gerado por diversos fatores, sociológicos, antropológicos e comportamentais. “A depravação comportamental nas vestimentas e no modo de ser das mulheres são objetos geradores de uma virilidade doentia”, pontuou o deputado.
RG/AT
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 116 vezes

Plano de Cargos

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você é a favor da privatização do Parque Nacional de Jericoacoara e de outras unidades previstas pelo Governo Federal?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500