Fortaleza, Quarta-feira, 20 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 26 Setembro 2019 10:55

Carlos Felipe apoia fim da eletroconvulsoterapia no Estado

Avalie este item
(0 votos)
Deputado Carlos Felipe Deputado Carlos Felipe Foto: Edson Júnior Pio
O deputado Carlos Felipe (PCdoB) ressaltou, durante o primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa, nesta quinta-feira (26/09), a importância de aprovar o projeto de lei que veda a comercialização de equipamentos para tratamento de eletrochoque no Estado.

O parlamentar apoiou e pediu atenção ao projeto de lei 317/19, de autoria do deputado Renato Roseno (Psol), que impede a comercialização de aparelhos para realização de eletroconvulsoterapia para tratamentos psiquiátricos e proíbe a aquisição desses equipamentos pelo Governo do Estado. O projeto propõe, porém, que sejam feitos investimentos na atenção básica.

“Esse projeto precisa ser apreciado e aprovado por essa Casa. Como médico, não posso dizer que não há casos em que o tratamento seja indicado, porém acredito que é importante investir na atenção básica de saúde, fortalecendo a área de saúde mental, como os Centros de Atendimento Psicossocial (Caps)”, explicou.

Carlos Felipe destacou nota técnica de um grupo de estudo de Santa Catarina, estado em que o tratamento de choque já foi abolido. O documento afirma que a técnica traz riscos e há controvérsias na eficácia desse tipo de método, por isso deve ser utilizado com muita cautela. “O procedimento com eletrochoque é quase uma cirurgia. Traz risco ao paciente. Alguns têm espasmos e muitos outros efeitos colaterais. É perceptível que o cognitivo desses pacientes é afetado”, alertou.

O deputado parabenizou ainda o enfrentamento que o governador Camilo Santana tem feito ao crime diante da recente onda de ataques criminosos no Estado. “Quero deixar claro que a paz social só será alcançada quando tivermos uma sociedade mais humana, diminuir a desigualdade e investir em educação de qualidade. Isso o Governo do Estado tem feito, incentivando sempre os estudantes e os qualificando para o mercado de trabalho”, destacou.

O deputado Fernando Hugo (PP), em aparte, destacou a necessidade de aprimorar os atendimentos nos Caps e evitar a superlotação de hospitais mentais, como o de Messejana. “Nesse momento em que estamos discutindo isso aqui, há muitos pais atrás de leitos para seus filhos que estão em crise. E é nesse momento de crise que esses tratamentos podem estar sendo utilizados. Porém, é preciso fortalecer nosso sistema de saúde e a qualificar ainda mais os profissionais”, disse.
GS/LF
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 75 vezes

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Como garantir a punição para quem promove violência nos estádios?

Carlos Felipe apoia fim da eletroconvulsoterapia no Estado - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500