Fortaleza, Domingo, 09 Agosto 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

André Fernandes pede isonomia na análise da discussão de parlamentares - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quinta, 12 Março 2020 12:00

André Fernandes pede isonomia na análise da discussão de parlamentares

Avalie este item
(0 votos)
Deputado André Fernandes Deputado André Fernandes Foto: Edson Júnior Pio
O deputado André Fernandes (PSL) pediu isonomia, no primeiro expediente da sessão plenária da Assembleia Legislativa desta quinta-feira (12/03),  da Casa a respeito da discussão ocorrida entre os deputados Leonardo Araújo (MDB) e Osmar Baquit (PDT), na última terça-feira (10/03).

Ele garantiu que um partido, não informou qual, entrará com uma representação no Conselho de Ética da AL para investigar as acusações que foram trocadas entre os dois parlamentares na ocasião.

De acordo com André Fernandes, foram feitas acusações sem provas pelos dois parlamentares, e estas precisam ser apresentadas. Ele considerou que algumas das acusações consistem em “crimes eleitorais gravíssimos, que podem motivar a cassação de deputados”.

O deputado lembrou situação semelhante que enfrentou em julho de 2019, na qual realizou acusações contra o deputado Nezinho Farias (PDT), igualmente sem provas, e pela qual foi denunciado ao Conselho de Ética da Casa e está sujeito, até hoje, de acordo com ele, a uma possível suspensão de 30 dias.

“É a mesma situação pela qual passei. Aprendi minha lição com o que aconteceu ano passado, e não desejo uma suspensão para nenhum parlamentar. Mas entendi também que precedentes como esses não devem ser abertos”, explicou.

Em aparte, o deputado Vitor Valim (Pros) concordou que o que aconteceu entre os dois parlamentares nesta semana foi ainda mais grave que a situação envolvendo André Fernandes e Nezinho Farias no passado.

“Dessa vez foi dentro do plenário, na Mesa Diretora. Acho que ambos devem ser advertidos para que possamos, enquanto representantes do povo, seguir divergindo, mas com respeito”, disse.

O deputado Fernando Hugo (Progressistas) também se manifestou, e considerou que a AL não deve ser exposta. Ele informou que na situação passada, houve uma denúncia contra André Fernandes, e na atual, ainda não houve. “A AL só pode se manifestar após haver uma denúncia formalizada. Não devemos expor a AL por conta de algo que nem foi feito ainda”, respondeu.

Já o deputado Antonio Granja (PDT) entendeu que André Fernandes “se precipitou em sua cobrança”. Ele lembrou que nenhum parlamentar nunca foi suspenso por 30 dias, nem quando a situação foi solicitada apenas uma vez no passado.
PE/AT
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 255 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

A Reforma Tributária é necessária para o País?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500