Fortaleza, Segunda-feira, 16 Mai 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Programa Alcance

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislativo

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Entidades debatem políticas públicas para combate ao câncer de mama - QR Code Friendly
Terça, 29 Outubro 2013 17:13

Entidades debatem políticas públicas para combate ao câncer de mama

Avalie este item
(0 votos)
Audiência pública debate as políticas públicas voltadas para o combate ao câncer de mama Audiência pública debate as políticas públicas voltadas para o combate ao câncer de mama Foto: Dário Gabriel
A Assembleia Legislativa discutiu na tarde desta terça-feira (29/10), políticas públicas voltadas para o combate ao câncer de mama, encerrando as atividades da campanha Outubro Rosa no Ceará em 2013. A presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres, deputada Fernanda Pessoa (PR), abriu os trabalhos destacando que apesar do alto índice de casos de câncer de mama no Brasil, a campanha já traz resultados positivos.

“Em 2012 foi registrado um crescimento de 37% na realização de mamografias na faixa prioritária, entre 50 e 69 anos, comparado com 2010 pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e tenho certeza de que conseguiremos quebrar mais barreiras, desmistificar mais preconceitos e melhorar a vida de milhares de mulheres”, salientou a parlamentar.

A deputada Rachel Marques (PT) defendeu uma maior divulgação da lei federal 11.664/2008, que trata sobre a efetivação de ações de saúde voltadas à prevenção e tratamento do câncer de mama.

“Esta lei precisa ser conhecida, pois garante que não deve e não pode haver lista de espera para mamografia, garantindo o direito das mulheres a partir dos 40 anos serem atendidas nas unidades do SUS, mesmo sem prescrição médica ou histórico familiar”, pontuou Rachel.

O presidente do Grupo de Educação e Estudos Oncológicos da Universidade Federal do Ceará, Luiz Gonzaga Porto, destacou o salto entre os anos de 2008 e 2012 no número de mamógrafos no Estado, passando de 22 para 48 no período, e comunicou um acordo já feito com a Secretaria da Saúde do Estado, sobre a questão.

“Estamos tentando montar um modelo, e secretário da pasta, Ciro Gomes, já autorizou, para construirmos um grupo de atenção à saúde da mulher nas secretarias da Saúde do Estado e do município de Fortaleza, para quebrar os medos e dificuldades que impedem algumas mulheres de fazerem a consulta mastológica e mamográfica”, comunicou Luiz Porto.

Também estiveram presentes à audiência, o representante do Núcleo de Gênero Pro-Mulher do Ministério Público do Ceará, Anailton Mendes; a coordenadora do Movimento Outubro Rosa no Ceará, Valéria Mendonça; a presidente do Movimento das Mulheres do Legislativo, Norma Soares Lins; o diretor clínico do Hospital Distrital Gonzaga Mota José Walter, João Batista; dentre outras autoridades.
RG/LF      

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 1779 vezes Última modificação em Quarta, 30 Outubro 2013 11:44

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500