Fortaleza, Quarta-feira, 30 Setembro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Obra do músico Lindolpho Gaya é destaque no Brasilidade deste domingo - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 24 Agosto 2018 10:16

Obra do músico Lindolpho Gaya é destaque no Brasilidade deste domingo

Avalie este item
(0 votos)
O programa Brasilidade, da rádio FM Assembleia (96,7MHz) deste domingo (26/08), destaca o trabalho do músico Lindolpho Gomes Gaya. Paulista da cidade de Itararé, Lindolpho Gaya, como ficou conhecido, foi arranjador, regente, instrumentista e compositor.

Aos sete anos começou a aprender piano e aos 21 anos se tornou músico profissional. Foi para o Rio de Janeiro e, em 1942, passou a atuar como pianista em programas de calouros na Rádio Transmissora, passando para a Orquestra de Chiquinho, na Rádio Clube e depois para a Rádio Tupi, onde conheceu a cantora Stellinha Egg, com quem se casou em 1945.

No começo da década de 1950, gravou as valsas "Morrer sem Ter Amado" e "Último Beijo", de Zequinha de Abreu. Em 1951, compôs o baião "Pregão",  que foi gravado por sua mulher Stellinha Egg, e o baião “Minas Gerais”, gravado por Zaccarias e sua Orquestra.

No mesmo ano, foi regente da orquestra que tocou a trilha sonora do filme "Aí vem o Baião", dirigido por Watson Macedo. Em 1952, gravou mais duas valsas, "Célia", composição de Elias Fleury, e "Só pelo Amor Vale a Vida", de Zequinha de Abreu.

Em 1953 gravou "Por um Beijo", de Catulo da Paixão Cearense e Anacleto de Medeiros, e "Pelo Teu Amor", de Antonio Rago. Gravou ainda, tocando órgão, as toadas "Mulher Rendeira", de domínio público, e "Lua Bonita", do compositor paraibano Zé do Norte.

Em 1955, recebeu o Prêmio de Melhor Disco do Ano pelos arranjos feitos para as músicas "O Vento" e "O Mar", ambas de Dorival Caymmi, com  interpretações de Stellinha Egg. No mesmo ano, viajou para uma temporada artística na Europa com a mulher.

Na Polônia, Lindolpho Gaya regeu a Orquestra Filarmônica de Varsóvia e recebeu uma medalha de ouro do governo polonês. Na União Soviética, regeu a Grande Orquestra do Teatro Strada de Moscou e participou do filme "Folclore de cinco Países", em que aparece tocando chorinhos de sua autoria.

O casal seguiu para a França, onde o maestro ficou responsável pela direção da parte musical do filme "Bela Aventura", sobre temas e motivos brasileiros, dirigido por sua mulher, Stellinha Egg.

Ainda em Paris, onde fixou residência, Lindolpho fez arranjos para gravações de músicas brasileiras e sul-americanas, e organizou gravações do compositor francês Ray Ventura.

Antes de retornar ao Brasil, ainda na capital francesa, fez arranjos para o disco "Chants folkloriques brésiliens", de temática brasileira, com interpretações de Stellinha.

Brasilidade é produzido por Fátima Abreu e Ronaldo César, com apresentação de Narcélio Limaverde. Vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise nas terças-feiras, às 23h.

WR/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 804 vezes

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

Você concorda com a criação de novo tributo que compense gastos com programas sociais e a desoneração da folha de pagamento?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500