Fortaleza, Segunda-feira, 11 Novembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 02 Novembro 2018 08:00

Músico Délcio Carvalho é homenageado no Brasilidade deste domingo

Avalie este item
(0 votos)
O programa Brasilidade, da rádio FM Assembleia (96,7 MHz), presta homenagem, neste domingo (04/11), ao cantor e compositor natural de Campos Goytacazes, Rio de Janeiro, Délcio Carvalho. Filho de músico ‒ seu pai era saxofonista da Banda Lira de Apolo ‒, Délcio nasceu em nove de março de 1939. Ele começou a cantar em conjuntos de baile da sua cidade e na orquestra de Cícero Ferreira.

Em 1956, após o serviço militar, transferiu-se para o Rio de Janeiro, indo residir no Morro do Querosene, no bairro do Rio Comprido. Participou de vários programas de calouros, entre os quais Pescando Estrelas e Trem da Alegria, além de shows de Gomes Filho, da Rádio Guanabara.

Por essa época, também apresentou-se em diversos clubes do Rio de Janeiro, entre eles Tijuca Tênis Clube, Ramos Tênis Clube e Grajaú Tênis Clube, sempre como cantor de bailes.

Atuou como cantor em conjuntos de baile e na noite, em bares e casas noturnas do estado do Rio de Janeiro, principalmente na cidade de Caxias, onde morou durante vários anos.

Em 1968, teve gravado pela cantora Christiane o samba “Pingo de Felicidade”. No ano seguinte, integrou o grupo Lá Vai Samba, ao lado de Caboclinho e Rubens Confete. O conjunto chegou a se apresentar em festivais da Rede Record e Globo, porém, não gravou nenhum disco.

Em 1970, Délcio Carvalho ingressou na ala de compositores da Imperatriz Leopoldinense. Anos depois, em 1974, a cantora Elizeth Cardoso incluiu duas composições de sua autoria, “Serenou” e “Pra quê, afinal?” ‒ essa última em parceria com o cantor e compositor de samba Mauro Duarte ‒, no álbum musical “Mulata Maior”. 

Em seguida, Elizeth Cardoso gravou, em parceria com Neizinho, o disco “Feito em Casa”, no qual incluiu, da autoria de Délcio Carvalho, “Igual à Flor”.

No ano de 1976, a composição de Carvalho “Minha Verdade”, parceria com Dona Ivone Lara, foi gravada por Elizeth Cardoso. Ela também gravou, em 1979, o álbum musical “O Inverno do Meu Tempo”, em que incluiu a canção “Voltar”, de Carvalho também.

Délcio Carvalho faleceu no dia 12 de novembro de 2013, no Rio de Janeiro.

Com apresentação de Narcélio Limaverde, o Brasilidade vai ao ar aos domingos, às 18h, com reprise às terças-feiras, às 23h.

WT/LF

 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 374 vezes

Portal do Servidor

Eventos Novembro

Enquete

Senado Federal analisa mudanças na pena de condenadas grávidas ou mães com filhos até seis anos. Você concorda?

Músico Délcio Carvalho é homenageado no Brasilidade deste domingo - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500