Fortaleza, Segunda-feira, 10 Dezembro 2018

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Sexta, 07 Dezembro 2018 16:46

Audiência pública discute atendimento à saúde de pessoas trans e travestis

Avalie este item
(0 votos)
A Comissão de Direitos Humanos e Cidadania realiza, na segunda-feira (10/12), audiência pública para discutir o ambulatório do processo transexualizador e o atendimento à saúde de pessoas trans e travestis no estado do Ceará. O debate atende a requerimento do deputado Renato Roseno (Psol) e ocorre nos auditórios deputados Castelo de Castro e Manoel de Castro da Assembleia Legislativa, a partir das 8h30.

Segundo o deputado Renato Roseno, a população de travestis e transexuais enfrenta, cotidianamente, situações de violência diversas, que vão desde a negação do direito ao nome até o extremo da violência física em decorrência de sua identidade de gênero.

“É fundamental que o Estado atue no sentido de reduzir a violência enfrentada por esses sujeitos. O acesso à saúde cumpre uma função importantíssima na garantia da dignidade da população TT (transexuais e travestis)”, ressalta.

O parlamentar também destaca que a ausência de serviços de atendimento às pessoas trans – desde o atendimento ambulatorial até o atendimento cirúrgico e o processo transexualizador – opõe-se frontalmente à garantia do acesso à saúde. “Não é aceitável, sob nenhum aspecto, que uma parcela da população esteja condenada ao sofrimento psíquico e físico, ao risco do suicídio e da mutilação, exposta à violência transfóbica, por ter seus direitos negados pelo Estado”, pontuou Renato Roseno.

Foram convidados para a audiência pública o presidente da Comissão de Seguridade Social e Saúde, deputado Carlos Felipe (PCdoB); o secretário de Saúde do Estado do Ceará, Henrique Javi; o coordenador especial de Políticas Públicas para LGBT do Governo do Estado do Ceará, Narciso Júnior; a defensora púbica do Núcleo de Direitos Humanos e Ações Coletivas (NDHAC) da Defensoria Pública, Sandra Sá; a diretora do Hospital de Saúde Mental de Messejana, Magaly Ferreira, e o psiquiatra do Hospital de Saúde Mental Professor Frota Pinho, Henrique Luz.

Também foram convidados representantes da Coordenadoria Municipal LGBT, Maternidade Escola da Universidade Federal do Ceará, Grupo de Mães pela Diversidade, Associação Transmasculina do Ceará, Grupo de Resistência Asa Branca e Associação das Travestis do Ceará.

BD/CG

 

 

 

 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 114 vezes

Portal do Servidor

Enquete

Como você pretende utilizar o 13º salário?

Audiência pública discute atendimento à saúde de pessoas trans e travestis - QR Code Friendly


 

  29ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500