Fortaleza, Terça-feira, 17 Setembro 2019

Pesquisar

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Segunda, 15 Julho 2019 12:15

Profissionais de saúde propõem criação da campanha Julho Verde no Ceará Destaque

Avalie este item
(0 votos)
Audiência pública para debater políticas públicas para o câncer de cabeça e de pescoço Audiência pública para debater políticas públicas para o câncer de cabeça e de pescoço Foto: Paulo Rocha
Durante a audiência pública que debateu políticas públicas para o câncer de cabeça e de pescoço, realizada na manhã desta segunda-feira (15/07) na Assembleia Legislativa, a propositora do encontro, deputada Fernanda Pessoa (PSDB), defendeu a instituição do Julho Verde no âmbito do Estado do Ceará.

A campanha, que é a mobilização nacional de prevenção do câncer de cabeça e pescoço , acontece no mês de julho. Dia 27 é considerado o Dia Mundial de Prevenção destas doenças. Para a deputada Fernanda Pessoa, o momento é de chamar a atenção da população sobre a importância de se prevenir e saber detectar sintomas de um possível câncer nestes locais.

“Estamos aqui para debater, ver as demandas e em que o Poder Público e nós como parlamentares podemos ajudar no sentido de chamar a atenção, fazer a divulgação da questão e também formular políticas públicas para a área”, salientou a deputada.

O médico cirurgião Hugo Luz enfatizou a importância de debates para conscientizar a população sobre a necessidade de prevenção a fatores de risco que podem levar a incidência destes tipos de câncer. Segundo o médico, de cada quatro pacientes que realizam cirurgias de cabeça e pescoço para tratamento de câncer, três estão em estágio avançado.

“Os principais fatores de risco são o tabagismo, o consumo de bebida alcoólica, além do vírus HPV, que é de transmissão sexual, e hoje em dia há vacina para a sua prevenção. Precisamos fazer com que as crianças e os adolescentes sejam vacinados de maneira correta, pois é um fator preventível”, destacou Hugo Luz.

Para o médico João Paulo Holanda, houve uma mudança no perfil dos pacientes de câncer de cabeça e pescoço. “Historicamente era uma doença de pacientes mais velhos, mas de alguns anos para cá tem havido uma mudança neste perfil. Embora permaneçam o cigarro e o álcool como fatores predominantes, o vírus HPV tem se tornado cada vez mais frequente”, apontou.

A vice-presidente da Associação Nossa Casa, Daniele Castelo, ressaltou a necessidade de unir as forças de todas as associações do País em prol da mensagem do Julho Verde. Ela defendeu ainda que haja capacitação de equipes multidisciplinares no Estado para o tratamento dos pacientes.

“Como um instituto de apoio a pessoas com câncer, mobilizamos todos em prol desta campanha, que este ano tem como lema 'o câncer tá na cara, mas às vezes você não vê', para que todos tenham a mesma voz, e a mensagem da campanha chegue a todos”, assinalou Daniele Castelo.

Estiveram presentes ainda à audiência os fonoaudiólogos Jorge Moreira e Cláudia Belém; a voluntária do Grupo de Apoio a Laringectomizados (GAL), Ana Pimentel; entre outras autoridades.
RG/LF
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 347 vezes Última modificação em Segunda, 15 Julho 2019 15:28

Portal do Servidor

Setembro Amarelo

Enquete

A proibição de canudos de plástico pode ajudar na preservação ambiental?

Profissionais de saúde propõem criação da campanha Julho Verde no Ceará - QR Code Friendly


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500