Fortaleza, Domingo, 27 Setembro 2020

Pesquisar

Alcance ENEM

Combate COVID-19

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Eventos e Destaques

Disque Assembleia

Login

Médico do DSAS alerta para problemas decorrentes da má qualidade do sono - QR Code Friendly
         Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos
Quarta, 12 Agosto 2020 15:16

Médico do DSAS alerta para problemas decorrentes da má qualidade do sono

Avalie este item
(0 votos)
A pandemia da Covid-19 afetou diretamente o sono da população brasileira. Ansiedade, estresse, alteração na rotina e incertezas quanto ao futuro são fatores que têm contribuído para que 44% da sociedade tenha dificuldades para ter um descanso “tranquilo”. Dados de uma pesquisa inédita no Brasil, resultado do trabalho liderado por especialistas do programa de inovação The Bakery Health Lab, apontam que cerca de 47% dos brasileiros sabem dos malefícios da insônia e buscam soluções para melhorar a qualidade do sono.

O chefe do Serviço Médico do Departamento de Saúde e Assistência Social (DSAS), médico Túlio Osterne, alerta que a privação do sono pode ocasionar graves doenças de caráter crônico, como hipertensão, alterações metabólicas, incluindo hipercolesterolemia, e alterações da imunidade corporal. “O sono é algo encarado pela medicina com tanta importância, que existe uma especialidade médica para cuidar dos distúrbios: a medicina do sono’’, ressalta.

Túlio explica também que a má qualidade do descanso dificulta a recuperação do metabolismo, além de comprometer o rendimento no trabalho, pois acarreta prejuízos à atenção, concentração e capacidade de raciocínio. “A qualidade do sono está intrinsecamente associada à saúde corporal, portanto deve-se preparar um ambiente adequado para que o sono seja reparador’’, assegura.

O médico recomenda que a pessoa deve ter um sono reparador, que é aquele em que se acorda bem disposto para as suas atividades do dia a dia. Ele assinala que o número de horas necessárias para esse descanso completo pode ser diferente para cada pessoa.

Para ter um sono tranquilo, ele recomenda: “estabelecer uma rotina fixa, acordar e dormir sempre no mesmo horário, desligar TV e outros aparelhos eletrônicos, além de evitar o consumo de bebidas energizantes, como café e alcoólicas, e investir num ambiente com pouca luz, sem movimentação e barulho”, indica. O médico orienta também o consumo de chás. “Aposte no poder dos chás calmantes, como os de camomila, passiflora, lavanda e erva-cidreira”, aconselha.

O doutor alertou ainda que alguns hábitos, como a diminuição da exposição ao sol, que inibe a liberação da melatonina, hormônio que regula o sono, e a falta de atividade física são prejudiciais ao sono. Para ele, o sedentarismo afeta a qualidade de energia que, segundo o especialista, deveria ser gasta ao longo do dia e contribui para que fiquemos menos cansados ao deitar.

LV/CG/com Comunicação Interna    


 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 214 vezes Última modificação em Quarta, 12 Agosto 2020 20:21

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos

Enquete

As mudanças de hábito promovidas pela pandemia da Covid-19 serão incorporadas pela sociedade?


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500