Fortaleza, Domingo, 16 Janeiro 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Alcance ENEM

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislação

Projetos / Cursos

Publicações

Login

Segurança da urna eletrônica no Brasil é tema do Questão de Ordem - QR Code Friendly
Quarta, 10 Novembro 2021 16:15

Segurança da urna eletrônica no Brasil é tema do Questão de Ordem

Avalie este item
(0 votos)
O programa Questão de Ordem, da TV Assembleia (canal 31.1), entrevista, nesta quarta-feira (10/11), o ex-secretário da Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e coator do projeto da urna eletrônica do Sistema Eleitoral Brasileiro, Giuseppe Janino.
 
O convidado vai falar sobre a segurança da urna eletrônica no Brasil. O equipamento, que foi lançado há 25 anos, é o protagonista da maior eleição informatizada do mundo.
 
Nas eleições municipais de 1996, período de surgimento da urna eletrônica no País, os votos de mais de 32 milhões de brasileiros foram coletados por cerca de 70 urnas eletrônicas.
 
A criação de um aparelho mecanizado para coletar votos era um desejo antigo no País. O  objetivo era eliminar a fraude no processo eleitoral, afastando a intervenção humana. O primeiro Código Eleitoral, de 1932, previa, em seu artigo 57, o “uso das máquinas de votar, regulado oportunamente pelo Tribunal Superior Eleitoral”, devendo ser assegurado o sigilo do voto.
 
Entretanto, o projeto da urna eletrônica genuinamente brasileira só começou em 1995, quando o TSE formou uma comissão técnica liderada por pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e do Centro Técnico Aeroespacial (CTA) para desenvolver o projeto da “máquina de votar”.
 
O primeiro nome do equipamento foi coletor eletrônico de votos (CEV). O projeto foi concebido com base em algumas premissas básicas: o dispositivo teria de ser capaz de eliminar a intervenção humana dos procedimentos de apuração e totalização dos resultados, bem como garantir maior segurança e transparência ao processo eleitoral. Além disso, deveria ser leve e compacto (para facilitar seu transporte) e prático de usar.
 
A urna eletrônica possibilitou que o analfabeto e o deficiente visual pudessem interagir com o novo dispositivo sem dificuldade.
 
Giuseppe Janino fez parte da equipe que projetou o coletor eletrônico de voto e exerceu o cargo de secretário da Tecnologia da Informação do TSE por 15 anos e de servidor há 25 anos. É graduado em Matemática pelo Centro Universitário de Brasília (UniCEUB) e pós-graduado em Análise de Sistemas e Redes de Computadores pela Universidade Católica de Brasília (UCB). 
 
Também é membro do Project Management Institute (PMI) EUA e do PMI Chapter Distrito Federal/Brasil e gestor em tecnologia da informação (TI). No meio acadêmico, Giuseppe Janino é detentor de diversos títulos, tais como project management professional (PMP) e MBA executivo em Tecnologia da Informação pela TWA/Universidade Estácio de Sá, do Rio de Janeiro.
 
Com produção de Helenir Medeiros e apresentação do jornalista Renato Abreu, o Questão de Ordem vai ao ar de terça a sexta-feira, às 19h30. O programa também é transmitido pela FM Assembleia (96,7MHz), de terça a sexta-feira, às 22h.
 
WT/CG
 

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 376 vezes Última modificação em Quarta, 10 Novembro 2021 16:27

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500