Fortaleza, Segunda-feira, 16 Mai 2022

Pesquisar

Comunicação

Comunicação AL TV Assembleia FM Assembleia
Banco de Imagens Previsão do Tempo Contatos

Programa Alcance

Alece 2030

Processo Virtual

Processo Virtual - VDOC

Legislativo

Projetos / Cursos

Publicações

Login

AL debate políticas públicas de combate ao HIV e à tuberculose nesta quarta-feira - QR Code Friendly
Terça, 30 Novembro 2021 10:05

AL debate políticas públicas de combate ao HIV e à tuberculose nesta quarta-feira Destaque

Avalie este item
(0 votos)
A Comissão de Direitos Humanos e Cidadania (CDHC) realiza, na próxima quarta-feira (01/12), às 14h, no Complexo de Comissões Técnicas da Assembleia Legislativa, audiência pública para discutir as políticas públicas de combate ao HIV/Aids e à tuberculose no município de Fortaleza e estado do Ceará. De iniciativa do deputado Renato Roseno (Psol), o evento faz alusão ao Dia Mundial de Combate à Aids, celebrado mundialmente em 1º de dezembro.

O parlamentar ressalta que, com a gravidade da pandemia de Covid-19, responsável pela morte de mais de 600 mil pessoas no Brasil, tem se perdido de vista o agravamento da situação de outras doenças infectocontagiosas, algumas inclusive ressurgidas após anos de erradicação ou controle. Dentre essas doenças, cujo controle demanda investimentos em políticas públicas permanentes, destacam-se a Aids e a tuberculose.

“A coinfecção TB-HIV (tuberculose e vírus HIV) é a principal causa de morte em pacientes com Aids. Dados disponíveis dão conta de que, no ano de 2015, 22% das pessoas diagnosticadas com a coinfecção foram a óbito. Por isso, o Ministério da Saúde recomenda que, em todas as oportunidades de atendimento às pessoas vivendo com HIV, seja feita a investigação para tuberculose. Da mesma forma, todas as pessoas diagnosticadas com tuberculose devem ser testadas para o HIV”, enfatiza.

Renato Roseno salienta ainda que, no Brasil e no mundo, a coinfecção TB-HIV vem afetando cada vez mais pessoas pobres, moradoras de periferia e com deficiência de moradia, alimentação e condições de saneamento. “Por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS), por meio da Estratégia pelo Fim da Tuberculose, propõe uma mudança de paradigma, especialmente no que diz respeito às populações mais vulneráveis, propõe a concentração de esforços no diagnóstico precoce e na continuidade no tratamento, além de melhores condições de vida das populações mais afetadas”, informa o deputado.

Entre os convidados para a audiência pública estão representantes da Secretaria de Saúde do Município de Fortaleza (SMS), Secretaria de Saúde do Estado do Ceará (Sesa), Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV/Aids Núcleo do Ceará (RNP+/CE) e Associação de Amparo aos Pacientes com Tuberculose (APTU).

O evento será realizado no Complexo de Comissões Técnicas da AL e cumprirá todos os protocolos sanitários. A lotação do espaço será de 50%, assegurando assim o distanciamento necessário dos participantes.

BD/CG

Informações adicionais

  • Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa
  • E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
  • Twitter: @Assembleia_CE
Lido 646 vezes Última modificação em Terça, 30 Novembro 2021 15:46

Protocolo Digital

PROCON ALECE

Portal do Servidor

Eventos


 

  30ª Legislatura - Assembleia Legislativa do Ceará                                                                         Siga-nos:

  Av. Desembargador Moreira, 2807 - Bairro: Dionísio Torres - CEP: 60.170-900 

  Fone: (85) 3277.2500